SÃO BERNARDO DO CAMPO : UMA CIDADE DE DESENVOLVIMENTO E OPORTUNIDADES

Imagem

São Bernardo do Campo é um município constituído por pessoas trabalhadoras, descendentes dos primeiros imigrantes italianos que chegaram ao Porto de Santos, aqui se estabeleceram e construíram suas vidas. A cidade abriga também milhares de pessoas que vieram de todas as partes do Brasil, atraídas pela indústria automobilística, que a tornou conhecida como a Capital do Automóvel no Brasil.

Outras características marcam São Bernardo no cenário nacional, como ser a Capital dos Móveis; ter a primeira companhia cinematográfica, a Vera Cruz; de circuito das águas, com a represa Billings, que tem 70% da área dentro de São Bernardo; e também da culinária, com a famosa Rota do Frango com Polenta.

Localizada a sudoeste da Região Metropolitana de São Paulo, São Bernardo do Campo é uma das integrantes da região do Grande ABC. Limita-se com São Vicente, Cubatão, Santo André, São Caetano do Sul, Diadema e São Paulo. Possui um território de 407,10 km², sendo 118,74 km² em zona urbana, 212,54 km² em zona rural, além de ter 75,82 km² pertencentes à represa Billings. O meio ambiente está muito caracterizado em seu território, já que 52,3% de sua área são de proteção aos mananciais. Sua vegetação tem na área próxima à Serra do Mar a Mata Atlântica original e, às margens da represa, capoeiras baixas e ralas. O clima úmido temperado faz com que São Bernardo tenha médias de temperatura entre 15º e 24ºC e o índice pluviométrico anual médio de 1.575 mm.

São Bernardo do Campo situa-se na Bacia Sedimentar de São Paulo, na porção chamada de Planalto Paulista, com relevo suavizado de morros e espigões de modestas alturas com máxima de 986,50 m e mínima de 60 m. Sua hidrografia é muito rica, formada pelas Bacias do Rio Tamanduateí (composta pelo Ribeirão dos Meninos e dos Couros e seus afluentes) e do Rio Pinheiros (composta pelo represamento do Rio Grande e seus afluentes).

A proximidade com o Porto de Santos fez de São Bernardo uma das primeiras cidades brasileiras. Sendo a região local de passagem para aqueles que do Planalto se dirigiam ao Porto de Santos, em especial as “tropas” carregando mercadorias e que aqui faziam pouso, a região começa a se desenvolver na fazenda dos Monges Beneditinos, às margens do Ribeirão dos Meninos.

Em 1877 é instalado o Núcleo Colonial de São Bernardo, que vai dar nova vida à `Villa´. A presença do imigrante, majoritariamente italiano, e predominante nesse fim de século 19 e início do século 20, contribuiu para ampliar a miscigenação. Outros povos contribuíram para a formação da população, como os portugueses, os negros, alemães, austríacos, poloneses, espanhóis e japoneses.

Ao final do século, por lei provincial de 12 de março de 1889, a Freguesia foi elevada a Município, cuja instalação ocorreu em maio de 1890. O Município compreendia, então, praticamente todo o território do atual Grande ABC.

Com a exploração da madeira, as serrarias aparecem, registrando a tendência industrial da “Villa”. Desenvolve-se a indústria moveleira ao lado da têxtil. Na década de 20, foi construída a Represa Billings. Apesar do desenvolvimento da sede do município, São Bernardo passou a ser distrito de Santo André. Após muitas movimentações, em 1944 ocorre a emancipação político-administrativa de São Bernardo. O designativo `do Campo´, aplicado a São Bernardo, surge da instalação do atual município, em 1º de janeiro de 1945.

Embora 8 de abril de 1553 seja a data da instalação oficial da Vila de Santo André da Borda do Campo, a data convencional para a comemoração da fundação de São Bernardo do Campo é 20 de agosto, por ser o dia dedicado ao santo “Santo Bernardo”.
 

Fonte : Site PMSBC - http://www.saobernardo.sp.gov.br

Voltar
 
Entrar em contato via WhatsApp!